Campanha da ARTESP alerta para riscos do uso do celular ao volante e outras atitudes imprudentes no trânsito

  • Campanha da ARTESP alerta para riscos do uso do celular ao volante e outras atitudes imprudentes no trânsito

    Resultado de imagem para Campanha da ARTESP alerta para riscos do uso do celular ao volante e outras atitudes imprudentes no trânsito

    Com o slogan “Verão é tudo de ON, fique OFF no trânsito”, a ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), o Detran-SP e o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito iniciam hoje sua nova campanha publicitária de segurança no trânsito. A ação antecede o lançamento da “Operação Verão”, que traz anualmente uma série de medidas voltadas às pessoas que viajam entre o fim de ano e o Carnaval para o Litoral e Interior Paulista, período em que aumenta muito o movimento de turistas nas rodovias estaduais paulistas.

    O principal enfoque da campanha é o alerta para o perigo de dirigir utilizando o celular, incentivando as pessoas a estarem ON (curtindo o celular e as férias) no Verão, mas OFF (sem acessar o celular) no trânsito. Mas, outros aspectos importantes da segurança viária também são lembrados nas peças publicitária, como a necessidade do uso do cinto de segurança inclusive no banco traseiro, não dirigir após o consumo de bebida alcóolica e não exceder os limites de velocidade. “A direção consciente deve ser incentivada sempre. Com o considerável aumento de fluxo nesse período, é importante enfatizarmos essa mensagem. Uma boa viagem é, principalmente, uma viagem segura”, diz o diretor-geral da ARTESP, Giovanni Pengue Filho.

    A veiculação da campanha se estenderá até o fim do mês de dezembro. Haverá inserções em TVs, rádios, jornais e redes sociais, além de ações de educação para o trânsito promovidas pelas concessionárias e ARTESP, com distribuição de materiais e veiculação das mensagens da campanha nos painéis de mensagens eletrônicos das rodovias e nas praças de pedágio.

    Risco do uso do celular. A campanha aponta que 94% dos acidentes de trânsito são causados por falha humana. E, dados da Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Trânsito) indicam que o uso de celular ao volante é a terceira causa de fatalidades no trânsito no Brasil. O uso das diversas funcionalidades tem aumentado muito a interação com os smartphones, e muitas pessoas levam o hábito de utilizar os aparelhos em tempo praticamente integral para o trânsito. O que antes já era perigoso – a utilização do celular para ligações telefônicas – se tornou ainda mais arriscado, com as pessoas desviando o olhar de ruas, avenidas e rodovias para ler mensagens, ver vídeos, acessar redes sociais, entre tantas outras alternativas de distração oferecidas pelos aparelhos.

    Pesquisa realizada pela Cesvi (Centro de Experimentação e Segurança Viária) Brasil aponta que o tempo médio máximo que uma pessoa desvia o olhar do trânsito ao acessar o smartphone ao volante é de 4,5 segundos. Parece pouco, mas os estudos mostram que nesse tempo, em uma rodovia, a 100 km/h, o veículo percorrerá 125 metros sem que o motorista esteja olhando para a pista. Já o tempo mínimo médio é de 0,3 segundo, o que seria suficiente para percorrer 8,3 metros. O estudo aponta, ainda, que para ler ou responder uma mensagem o motorista desvia a atenção da pista por 1,48 segundo, tempo em que o carro percorreria 41,1 metros. Já ao abrir o Facebook no smartphone o motorista percorreria 97,2 metros em 3,5 segundos de distração ao volante.

    Campanha. Para a campanha “Verão é tudo de ON, fique OFF no trânsito” foram produzidos um total de cinco filmes, um de 45 segundos, um de 30 segundos e três de 15 segundos. Os filmes mais longos serão exibidos em 63 inserções em emissoras de TV de todo o Estado, incluindo Globo, Record, SBT, Bandeirantes, a partir de hoje (28 de novembro). Já os filmes de 15 segundos serão veiculados em redes sociais. As peças mais longas abordam todos os temas da campanha (uso de celular, uso do cinto de segurança, respeitar os limites de velocidade e não dirigir sob efeito de álcool). Nos filmes mais curtos, cada peça aborda dois temas (um deles, celular e cinto de segurança; outro, celular e limite de velocidade; e o terceiro, celular e álcool ao volante). Há, ainda, um spot de rádio, de 30 segundos, que terá 1.800 inserções em todo o Estado. Serão publicados, ainda, 70 anúncios em jornais.

    As 21 concessionárias do Programa de Concessões de Rodovias do Estado participarão da campanha com mensagens nos painéis eletrônicos instalados ao longo dos 8,4 mil quilômetros de estradas concedidas. Serão exibidos os textos: “Use o cinto também no banco de trás” e “Não use celular na direção”. Também serão instaladas nas cancelas das praças pedágios peças com essas mesmas mensagens. Haverá, ainda, a distribuição de 360 mil leques com slogans da campanha. Os 70 veículos utilizados pela ARTESP na fiscalização das condições das rodovias e dos ônibus do transporte intermunicipal terão os vidros traseiros adesivados com as mensagens da campanha. A mascote de todas as ações, que aparecerá tanto nos filmes quanto nas outras peças publicitárias, será a Foca, já utilizada em outras ações a Agência Reguladora com a #FocaNaVida.

    (Fonte: Sindipesa)