Demanda por transporte rodoviário de cargas no Brasil supera níveis de março

  • Demanda por transporte rodoviário de cargas no Brasil supera níveis de março

    A demanda por transportes rodoviários de cargas no Brasil superou na última semana os níveis verificados no início de março, quando os impactos mais fortes da pandemia de coronavírus começaram a ser sentidos no país, indicou pesquisa divulgada, na terça-feira (21) pelo Departamento de Custos Operacionais (DECOPE) da NTC&Logística.

    O levantamento da entidade apontou que a demanda terminou a semana com variação negativa de 24,83% em relação aos níveis pré-pandemia, melhorando 2,4 pontos percentuais na comparação semanal e superando a marca da semana de 16 a 23 de março, quando havia uma queda de 26,1%.

    Esse é o melhor resultado desde o início das sondagens, justamente em meados de março, além de quarta semana consecutiva de avanço no índice — que, durante as medidas de isolamento para contenção da Covid-19, chegou a apurar recuo de 45,2% em meados de abril.

    A demanda por cargas fracionadas terminou a última semana com variação negativa de 17,28% em relação aos níveis pré-pandemia, avanço de 4,5 pontos percentuais na semana.

    Por outro lado, as cargas lotação, que ocupam toda a capacidade dos veículos e costumam ser usadas nas áreas industriais e agrícolas, têm apresentado retomada mais discreta –o índice indicava queda de 29,16% ao fim da última semana.

    A NTC continua acompanhando a movimentação de cargas no setor, até que volte a sua total normalidade.

    Fonte: NTC&Logística