Governo tira imposto do diesel, mas preço seguirá alto

  • Governo tira imposto do diesel, mas preço seguirá alto

    Posto que não baixar preço do diesel pode ser multado e interditado – O Presente

    O presidente Jair Bolsonaro anunciou a suspensão dos tributos federais que incidem sobre o óleo diesel. Dessa forma, o governo tenta aliviar o preço do combustível para os consumidores.

    No entanto, essa decisão não deve baixar muito o preço do combustível mais consumido no país. Isso porque, essa redução, por exemplo, é suficiente para compensar somente o último reajuste anunciado pela Petrobras no valor de R$ 0,34 por litro. Esse aumento passa a valer hoje, 19, em todas as refinarias do país. Com isso, mesmo sem a cobrança de PIS/Cofins, o diesel continua 10,8% mais caro do que no início do ano.

    O cálculo de quanto o diesel vai ficar mais barato para o consumidor final foi feito pelo Instituto de Estudos Estratégicos de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (Ineep). O valor de R$ 0,34 de queda para o consumidor final esperada pelo governo com a isenção tributária corresponde exatamente à diferença entre quanto a estatal cobrava até ontem pelo diesel (R$ 2,24) e quanto passou a cobrar nesta sexta-feira, 19, (R$ 2,58). Vale ressaltar ainda que a suspensão dos tributos federais vale apenas para os próximos dois meses.

    Desde o início do ano, o diesel da Petrobrás já subiu 27,5%, o que tem efeito direto sobre os custos do transporte. Insatisfeitos, caminhoneiros têm recorrido ao presidente por causa dos reajustes da estatal. No fim de janeiro, a categoria chegou a ameaçar o governo a parar o país em greve, como fez em maio de 2018.

    Fonte: Sindipesa