Dados do Ministério Público do Trabalho mostram que a cada 48 segundos alguém se machuca no ambiente de trabalho. A cada 3h38min, uma pessoa morre por acidente de trabalho. Em seis anos, de 2012 até 2017, o Brasil teve cerca de 15 mil vítimas de acidentes de trabalho fatais e pouco mais de 4 milhões de pessoas que sofreram acidentes ou doenças do trabalho. Os números são atualizados e foram consolidados pelo site Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho.

De acordo com os números do observatório, a maior parte dos acidentes  foram causados por máquinas e equipamentos (15%), atividade em que as amputações são 15 vezes mais frequentes e que gera três vezes mais vítimas fatais que a média geral. Os profissionais que atuam no atendimento hospitalar são os que mais sofrem acidentes (10% dos casos), em especial aqueles que trabalham na enfermagem e na limpeza.

As principais ocupações atingidas são: alimentadores de linha de produção, técnico de Enfermagem, faxineiro servente de obras e motoristas de caminhão.

Dados do Ministério Público do Trabalho mostram que a cada 48 segundos alguém se machuca no ambiente de trabalho. A cada 3h38min, uma pessoa morre por acidente de trabalho. Em seis anos, de 2012 até 2017, o Brasil teve cerca de 15 mil vítimas de acidentes de trabalho fatais e pouco mais de 4 milhões de pessoas que sofreram acidentes ou doenças do trabalho. Os números são atualizados e foram consolidados pelo site Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho.

De acordo com os números do observatório, a maior parte dos acidentes  foram causados por máquinas e equipamentos (15%), atividade em que as amputações são 15 vezes mais frequentes e que gera três vezes mais vítimas fatais que a média geral. Os profissionais que atuam no atendimento hospitalar são os que mais sofrem acidentes (10% dos casos), em especial aqueles que trabalham na enfermagem e na limpeza.

As principais ocupações atingidas são: alimentadores de linha de produção, técnico de Enfermagem, faxineiro servente de obras e motoristas de caminhão.

(Fonte: Congresso em Foco)