Resultado de imagem para Sistema de alerta instalado na Rodovia Anhanguera Um dispositivo de alerta para motoristas instalado em algumas estradas da região tem ajudado a reduzir o número de acidentes. O sistema foi implantado para testes na Rodovia Anhanguera, e no trecho que liga Limeira (SP) a Araras (SP), o número de acidentes chegou a quase zero em alguns pontos, segundo a concessionária que administra a via. O sistema faz pequenas ondulações no asfalto da rodovia e foi feito ao longo de cinco quilômetros do trecho entre Limeira e Araras, sentido interior de São Paulo, como parte de um projeto piloto da Concessionária Intervias, que administra a via. O local era considerado um ponto crítico da via. De outubro de 2016 a agosto de 2017 foram registrados sete acidentes, com quatro pessoas feridas e uma morte. Desde que as placas foram colocadas, há um ano, a estatística despencou. Só um acidente ocorreu no trecho, com uma única vítima. O sonorizador é uma medida de segurança que funciona da seguinte forma: se o motorista invade a faixa, o carro trepida, faz barulho e serve de alerta para evitar que a distração termine em acidente. As faixas de alerta são um conjunto de fendas transversais, aplicados sobre as laterais da pista ou sobre a linha central do trecho. “Se a pessoa está dormindo no volante, ela vai ter uma reação rápida, porque [como nós vimos] ele realmente faz um barulho e trepida bem o veículo. Ele vai perceber que está saindo fora e está passando pela faixa de rolamento e vai retomar”, explica Agnaldo Pedroso, que é especialista em trânsito. O alerta sonoro está na faixa da esquerda, justamente para evitar que o carro cruze o canteiro central e chegue até a pista do outro lado, no sentido contrário da rodovia. “Imagine uma pessoa que está a 120 quilômetros por hora e se depara com um outro vindo a 120 quilômetros por hora, então a força [da batida] é muito forte. Realmente vai dar vítimas fatais”, finaliza Pedroso. Salva vidas O motorista Fabiano conta que a faixa de alerta já o ajudou num momento de descuido. “Às vezes você está meio distraído e dá uma vibrada, faz um barulho bem forte”, conta. O fluxo no trecho, segundo a concessionária, é de 35 mil veículos diariamente, 17 mil somente no sentido interior. (Fonte: Setcesp)