Skip to main content

O setor de transporte no Brasil, vital para a integração nacional e desenvolvimento econômico, enfrenta uma era de transformações significativas. A recente reforma tributária trouxe mudanças estruturais ao setor, com a implementação do Imposto sobre Valor Agregado (IVA), substituindo uma série de tributos anteriores e unificando a legislação tributária do país.

Para o transporte de passageiros, há uma redução de alíquota em 60%, possibilitando um crédito por todos os insumos e mitigando custos de combustível, enquanto o transporte de carga enfrenta um leve aumento na carga tributária​.

Sustentabilidade e Responsabilidade Ambiental

Paralelamente, a atenção ao impacto ambiental do setor ganha protagonismo. Participando ativamente de conferências globais como a COP28 e lançando publicações sobre energias renováveis, o Brasil reconhece a responsabilidade do transporte nas emissões de gases e busca ativamente soluções.

Notavelmente, o transporte coletivo se destaca pela significativa redução de emissões, superando os desafios impostos aos veículos individuais, com iniciativas como o Proconve, que reduziu as emissões de particulados em mais de 90%​.

Capacitação e Liderança em Transporte e Logística:

A pesquisa e desenvolvimento têm papel crucial nesse contexto. O Instituto de Transporte e Logística (ITL) completa uma década fortalecendo a gestão e formação de lideranças, essencial para a evolução racional do transporte. A capacitação em ESG (boas práticas ambientais, sociais e em governança) é um dos focos, promovendo um transporte que é sustentável e economicamente viável.

Segurança Pública e Combate ao Crime no Transporte:

Um dos debates mais significativos para o setor é a segurança pública. A CNT tem trabalhado para fortalecer a cooperação entre as forças policiais e o setor de transporte para combater crimes como roubo de cargas e vandalismo em ônibus, utilizando tecnologia e inteligência fiscal para desmantelar redes criminosas e fortalecer a segurança nas operações logísticas​.

No horizonte financeiro, a perspectiva é otimista. Apesar das previsões de crescimento modesto, o setor de transporte impulsiona a economia, com uma baixa histórica na taxa de desemprego e a geração de empregos de qualidade. Investimentos em infraestrutura de transporte, como rodovias e redes de transmissão para energia renovável, são vistos como cruciais para o crescimento econômico e estão contratados, prometendo um crescimento de pelo menos 3% no futuro próximo​​.

Desafios do Biodiesel e Eficiência Energética:

Porém, desafios como o aumento na mistura obrigatória de biodiesel ao diesel podem impor riscos ao setor. Estudos apontam que o aumento de biodiesel pode causar danos aos veículos e aumentar o consumo de combustível e emissões de gases do efeito estufa, o que coloca em xeque o equilíbrio entre eficiência energética e sustentabilidade ambiental​​.

Diante deste panorama, o transporte brasileiro se encontra em um ponto de inflexão, onde a adoção de políticas ambientalmente responsáveis e o investimento em inovação e segurança são fundamentais para garantir um futuro sustentável e próspero para o setor e para o país.

Fonte: Paulicon Contábil

Insights

70 anos da CNT

Paulicon Contábil18 de janeiro de 2024
Insights

Explorando o Parcelamento de Dívidas com a PGFN

Paulicon Contábil16 de janeiro de 2024